Olá amigos e amigas da Sosprofessoratividades!

Dona Traíra se saiu mal

O post de hoje é com o texto – Dona Traíra se saiu mal – de Célia Guimarães Barros. É uma atividade de português com interpretação de texto.

Dona Traíra estava doente? Ou era preguiça?

Atividades relacionadas em:

Amostras

Quer compartilhar? Compartilhe o link.
Obrigada
Baixe aqui2

Habilidades da BNCC:

(EF15LP03) Localizar informações explícitas em textos.
(EF35LP03) Identificar a ideia central do texto, demonstrando compreensão global.
(EF35LP04) Inferir informações implícitas nos textos lidos.
(EF35LP05) Inferir o sentido de palavras ou expressões desconhecidas em textos, com base no contexto da frase ou do texto.
(EF04LP03) Localizar palavras no dicionário para esclarecer significados, reconhecendo o significado mais plausível para o contexto que deu origem à consulta.

ATENÇÃO
Caso esteja baixando via celular, talvez seja necessário fazer
login em sua conta do Google.
Baixando através de um computador não é necessário fazer login.

 

Como sugestão de artes, tenho a Traíra do Krokotak

Sem titulo

Passo a passo aqui

Texto para copiar e colar no Word.

Dona Traíra se deu mal.

No fundo do rio, dona Traíra, um pouco adoentada, descansava em sua rede, balançando, lentamente, de um lado para o outro:

_Nhem… nhem… nhem…

De repente, ouviu o barulho do anzol que o pescador jogou no rio:

_ Tchibum!

Dona traíra chamou sua empregada:

_ Adelaide, vá ver que isca está no anzol.

A moça logo gritou em resposta:

_ É uma minhoca, patroa!

_ Chi… minhoca? Isso não é comida de gente doente.

E ela continuou balançando sua redinha, de cá pra lá, de lá pra cá…

_Nhem… nhem… nhem…

_ Tchibum!

Novamente, dona Traíra ouve o barulho do anzol que o pescador jogou na água e grita:

_ Adelaide, vá ver que isca está no anzol agora.

A empregada gritou:

_Uma bolotinha de pão, patroa.

_ Chi… pão? Não vale a pena levantar para essa isca…

E continuou em sua redinha, de cá pra lá, de lá pra cá…

_Nhem… nhem… nhem…

_Tchibum!

Mais uma vez, dona Traíra ouviu o barulho do anzol caindo na água e mais uma vez gritou:

_ Adelaide, vá ver agora que isca está no anzol!

_ É uma perninha de beija-flor, patroa.

Dona Traíra entusiasmou-se com o petisco:

_ Oba! Uma perninha de beija-flor? Isso sim é comida de gente doente. Adelaide, traga meus chinelos, pois vou me levantar.

A empregada trouxe os chinelos. Dona Traíra se levantou e foi ver a isca.

Mas que de repente, engoliu a perninha do beija-flor e, com ela o anzol…

Assim, dona Traíra foi pescada e o pescador foi pra sua casa muito alegre.

Folhinha. Folha de São Paulo. Célia Guimarães Barros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui